Mudanças na Cobrança da Casembrapa

A Casembrapa contratou a empresa EMCO para efetuar as cobranças das mensalidades, do patronal e dos parcelamentos que estiverem em atraso de mais de 10 dias. A partir de agora, a cobrança e a negociação dos débitos não mais ficarão sob a responsabilidade do Setor de cobrança da Casembrapa, que conta hoje com apenas quatro empregados.

Também está contratando a Sicoob Agroambiental (Crediembrapa) para que a Cooperativa de Crédito passe a confeccionar os boletos e fazer o acompanhamento da cobrança, emitindo lembretes via SMS para os associados.

Aqueles associados que não procuraram a Casembrapa durante o período de negociações, encerrado em 10 de setembro, bem como aqueles que não estão pagando em dia as parcelas negociadas passarão a ser cobrados extrajudicialmente.

Com essas ferramentas, a Casembrapa espera evitar o aumento da inadimplência, hoje em torno de 20%, o que equilibrar o movimento contínuo de estabilização econômico-financeira e recomposição das reservas.

Casembrapa anuncia saldo positivo da negociação de débitos

O programa de Recuperação de Débitos, lançado em outubro de 2013 pela Casembrapa, abriu no período de 05 de maio a 10 de setembro, a ampla negociação dos débitos com a Casembrapa. Com essa medida pode-se reduzir o percentual de associados devedores de 57% para 15% e repactuar cerca de R$ 5 milhões dos quase R$ 8 milhões em dívidas acumuladas entre 2009 e 2014 (dados atualizados em 10/09/14).

“A negociação, foi um grande avanço no sentido de recuperarmos um passivo importante e colocarmos boa parte dos devedores em situação regular” Sonisley Machado.

Apesar de comemorar a redução do débito com a Casembrapa, a presidente alerta para que o participante não deixe de pagar as parcelas negociadas, pois a partir de agora, aqueles que não efetuarem os pagamentos das parcelas e os que não aderiram ao Programa receberão uma comunicação de exclusão do Plano.

“A adesão maciça ao Programa resulta da estratégia de comunicação que adotamos, a transparência das informações, a precisão dos dados levantados e a colaboração dos representantes Casembrapa, que vestiram a camisa em favor do associado e da instituição Casembrapa, assim como o entendimento dos associados sobre como era importante regularizar sua situação perante a Operadora”, destacou Sonisley. Esse esforço também contou com a dedicação, coragem e comprometimento das 4 pessoas que trabalham no setor de Cobrança. 

Casembrapa implanta ouvidoria

A partir de 13 de janeiro, a Casembrapa disponibilizará um novo canal de comunicação com o associado: a Ouvidoria. O objetivo é dar maior fluidez às necessidades do usuário, recebendo sugestões, críticas, dúvidas quanto ao uso do Plano, bem como elogios.

A Ouvidoria buscará, primeiramente, solucionar conflitos a respeito dos serviços prestados, por meio do acolhimento e tratamento de suas manifestações, da triagem das solicitações e, quando necessário, o encaminhamento às diferentes áreas de atendimento.

O novo canal funcionará pelos seguintes meios:

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
telefone: (61) 3448-4828
site: www.casembrapa.org.br/ouvidoria

ANS autoriza cobertura de mais procedimentos de saúde

Desde o início de janeiro, um novo rol de procedimentos de saúde entrou em vigor e a Casembrapa já está trabalhando no sentido de atender aos associados. A cada dois anos a ANS publica um novo documento, ampliando as coberturas.

Entrega das Carteirinhas

Carterinhas Cassi

A Cassi informou à Casembrapa que enfrenta problemas na confecção dos novos cartões do plano, e que, por isso, a previsão para a entrega dos documentos deverá ocorrer no dia 18 de dezembro. Para evitar transtornos, a Casembrapa renovou automaticamente as carteiras CASSI, que poderá utilizar o cartão de 2013 para os atendimentos de saúde durante o mês de dezembro, sem prejuízo.