ANS atesta recuperação financeira da Casembrapa e encerra TAOEF

Operadora cumpriu todos os itens do termo ainda em 2019

Tamanho da fonte
+

A Casembrapa recebeu na última semana um documento da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) atestando o cumprimento de todos os itens do Termo de Assunção de Obrigações Econômico-Financeiras (TAOEF). Na prática, isso significa que a agência reconhece que a operadora recuperou plenamente sua situação econômico-financeira e possui reservas suficientes para se manter sustentável.

O pedido para encerramento do TAOEF foi feito pela Casembrapa em 9 de abril de 2019, quando a operadora já se encontrava em boa situação financeira e havia cumprido integralmente o acordo. O termo foi assinado em agosto de 2018 devido a dificuldades econômicas após um ano de 2017 atípico e tinha dois anos para ser cumprido.

Benefício a pacientes renais e oncológicos
A boa situação financeira permitiu que a Casembrapa implementasse a isenção do pagamento de coparticipação para quimioterapia, radioterapia, hemodiálise e diálise, para procedimentos realizados a partir de 1º de junho de 2020. Um estudo encomendado pela Diretoria Executiva atestou a viabilidade do benefício, sem oferecer riscos econômicos à operadora.

Mais lidas

Exames para diagnóstico de Covid-19

A relação com os laboratórios, clínicas e hospitais credenciados está disponível em nossa página sobre o coronavírus